Benedicto Montenegro – ECBC


O professor Benedicto Montenegro nasceu na Fazenda Rio Pardo, no município e comarca de Jaú, Estado de São Paulo, em 7 de Abril de 1888, sendo que em 23 de maio de 1891 uma parte da comarca desmenbrou-se para formar o distrito de São João da Bocaina, mais tarde simplesmente Bocaina.

Filho de Henrique Montenegro, espanhol de Vigo, Província de Pontevedra, Galícia Espanhola e de Olímpia Gonçalves Valladão de Freitas Montenegro.
Aos 10 anos veio para a Capital paulista, para estudar, ingressando na terceira sala primaria na Escola Americana e em janeiro de 1902 ingressou no Mackensie College.
No ano de 1900, o professor Augusto Shaw, da cadeira de Química, do Mackenzie trouxe uma bola de couro dos Estados Unidos, que lá se usava para o jogo de bola ao cesto e ele procurou introduzir esse esporte no Colégio, mas não foi apreciado pelos alunos razão pela qual ele passou a ensinar-lhes com a mesma bola o futebol inglês.
O novo esporte pegou como fogo na pólvora, tanto no Mackenzie como na Escola Americana. Benedicto tornou-se um entusiasta do novo esporte e apesar de quebrar a clavícula por duas vezes não abdicou do esporte, tornando-se campeão do primeiro time do Mackensie, nos anos de 1902, 1903 e 1904 e 1905 até o mês de junho quando partiu para os Estados Unidos para estudar Medicina na Universidade de Pensilvânia, em Filadélfia.
Em novembro de 1904, após um curso considerado brilhante pelos professores, recebeu seu diploma de Bacharel em Ciências e Letras “cum laude”, que dava o direito de ingressar diretamente em diversas Universidades Americanas.
Seu destino era, entretanto a Faculdade de Medicina da Bahia, onde estudavam outros paulistas como Celestino Bourrol, Enjobrás Vampré, os Salles Gomes e outros. E porque não a Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, muito mais próxima? Pela simples razão que no Rio grassava a febre amarela e lá no 1º ano de Medicina havia falecido desse mal o irmão mais velho da que seria futuramente sua esposa.
Entretanto o Diretor do Colégio, Dr. Horacio Lane sugeriu que ele deveria ir para os Estados Unidos na Universidade da Pensilvânia, onde seu filho Job estudava e estava indo muito bem.
Formou-se em Medicina no dia 16 de junho de 1909 aos 21 anos.
Após a graduação, cumpriu um ano de internato no Hospital Saint Agnes até outubro de 1910.
Aos 23 anos em 5 de Fevereiro de 1914, tornou-se demonstrador de Anatomia na Faculdade de Medicina de São Paulo. A propósito em 1908 conheceu o Dr. Alexandrino Pedroso em uma visita que o mesmo fez aos Estados Unidos para aperfeiçoar-se em Laboratório de Análises e no retorno ao Brasil em uma conversa com o Dr. Alexandrino foi apresentado ao Dr. Diogo de Faria, Diretor Clinico da Santa Casa, que estava substituindo o Dr. Arnaldo Vieira de Carvalho. Foi levado a conhecer a Santa Casa e passando diante de uma enfermaria, a 1ª Cirurgia de Homens disse: é isto que eu quero.

O Doutor Pedroso logo informou ao Dr. Diogo de Faria: O Montenegro formou-se nos Estados Unidos e quer fazer cirurgia, ao ver o estado de abandono em que se encontra a 1ª C.H. interessou-se por ela e foi admitido de imediato.
Em 1916, foi designado “Professor Substituto da Secção de Anatomia Descritiva” e da de “Anatomia Topográfica, Operações e Aparelhos”, a qual ulteriormente ao se transformar em Cátedra, passou a ser denominada de “Técnica Cirúrgica e Cirurgia Experimental”, por proposta sua a Congregação da USP.

Em 1930 assumiu o cargo da Cátedra de Técnica Cirúrgica e Cirurgia Experimental até 1934 quando foi transferido para a 1ª Cadeira de Clinica Cirúrgica Em 1935 passou para a 3ª Cadeira de Clínica Cirúrgica, permanecendo nesse cargo de professor Catedrático até 1957 quando se aposentou.

Em 5 de Agosto de 1918 partiu para a Europa, chefiando a missão médica Paulista na conflagração mundial de 1914, aproveitando o final da guerra para exercer brilhantemente a função de cirurgião no Hospital Vaugirard e também para freqüentar a clinica cirúrgica do Professor Victor Pauchet de quem muito aprendeu, pois este é considerado um dos fundadores do método cirúrgico de ressecção parcial do estomago, no tratamento da ulcera gastroduodenal.

Não só como mestre notabilizou-se, é autor de vários trabalhos sobre cirurgia publicados não só em revistas nacionais da especialidade como também em revistas estrangeiras de renome.

É considerado o pioneiro da cirurgia do aparelho digestivo em nosso País. Apresenta vários métodos próprios na cirurgia, entre eles destacaremos o método Montenegro, que consiste em deslocar-se a camada sub-mucosa do duodeno, no tratamento de ulceras do referido segmento, penetrantes na cabeça da pâncreas e no ligamento hepato-duodenal.

Foi Diretor da Faculdade de Medicina de São Paulo, desde junho de 1941 até junho de 1947.
Após exercer funções de Vice Reitor da USP, de 1941 a meados de 1946, foi nomeado Magnífico Reitor, cargo que ocupou até 1947. Participou de maneira decisiva no planejamento e na organização do Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina de São Paulo, completando o que já fizera em relação aos estudos que orientaram a construção de edifício central da mesma Faculdade.

Assim em 1925, integrou juntamente com os professores Luiz de Rezende Puech e Ernesto de Souza Campos, a comissão de estudos para a construção do edifício fundamental da Faculdade de medicina de São Paulo e do seu Hospital das Clinicas, tendo visitado escolas médicas e hospitais, nos Estados Unidos, no Canadá e Europa, em viagens custeadas pela Fundação Rockefeller. Também atuou como mediador entre a referida comissão e a Fundação Rockefeller. Ao voltar ao Brasil desligou-se da Comissão em virtude de já ter cumprido sua tarefa. Então Ernesto de Souza Campos incumbiu-se dos estudos e construção do edifício central da Faculdade, ao passo que Luiz de Rezende Puech, de semelhante incumbência no atinente ao Hospital das Clinicas.

O projeto do Hospital foi reduzido por determinação governamental a fim de ficar menos dispendiosa a obra.
A pedido do Governador Armando Salles Oliveira fundou e organizou a Faculdade de Farmácia e Odontologia, integrando-a na Universidade de São Paulo em 1934. Nessa Faculdade foi professor de Cirurgia da Boca e seu 1º Diretor, de 1934 a 1937 e de 1945 a 1957 quando se aposentou, foi professor em disponibilidade de Cirurgia da Boca.

Montenegro foi um grande Mestre e antes de tudo um grande Homem.

Homenagem de: Benedicto Montenegro Neto

 

Atividades Políticas

Foi secretário da Educação e da Saúde Pública de São Paulo em 1931.
Foi Deputado Estadual em 1935, 1º Vice-Presidente da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo e 1º Vice-Presidente do Partido Constitucionalista. Renunciou em 5 de Janeiro de 1936. Promulgou a Constituição de São Paulo em 9/7/1935 na qualidade de Vice-Presidente em exercício da Assembléia Constituinte.
Títulos Honoríficos, Comendas e outros títulos
Membro Estadual do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (6-11-1933)
Membro Titular da Associação Argentina de Cirurgia (2-3-1935)
Membro honorário da Academia Nacional de Medicina, Rio de Janeiro (12-09-1935)
Membro correspondente estrangeiro da Sociedade de Cirurgia de Buenos Aires (3-11-1937)
Sócio Fundador da “União Cultural Brasil – Estados Unidos” (16-06-1938)
Membro honorário da Sociedade Fluminense de Medicina e Cirurgia, Campos (01-09-1938)
Sócio honorário da Sociedade de Cirurgia do Chile (24-10-1938)
Professor honorário da Faculdade de Biologia e Ciências Medicas da Universidade do Chile (outubro de 1938)
Sócio honorário da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro (2-08-1939)
Membro honorário estrangeiro da Sociedade Argentina de Cirurgiões (3-07-1941)
Membro correspondente da Sociedade de Cirurgia do Uruguai (12-05-1942)
Membro Titular da Sociedade de Gastroenterologia e Nutrição de São Paulo (26-05-1942)
Membro correspondente da Academia Brasileira de Medicina Militar (11-7-1942)
Sócio Benemérito da Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Medicina de São Paulo, da Universidade de São Paulo (1-03-1944)
Cirurgião honorário da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (5-7-1945)
Membro correspondente estrangeiro da Sociedade de Cirurgia do Uruguai (10-11-1945)
Membro correspondente estrangeiro da Sociedade Medica do Hospital Geral do México (14-3-1946)
Sócio correspondente estrangeiro da Academia Mexicana de Cirurgia (10-6-1947)
Fellow Honoris Causa pelo Colégio Americano de Cirurgiões (outubro de 1947)
Membro Associado da Academia de Cirurgia de Paris (10-3-1948)
Sócio honorário da Sociedade de Cirurgia de Pernambuco (10-7-1948)
Membro honorário do V Congresso Interamericano de Cirurgia – relator do tema “infarto hemorrágico do intestino delgado”, em La Paz-Bolívia (outubro de 1948)
Membro honorário estrangeiro da Academia Nacional de Medicina de Buenos Aires (28-6-1949)
Sócio honorário da Sociedade de Medicina de Porto Alegre (10-8-1949)
Sócio honorário da Sociedade Médica São Lucas (31-01-1950)
Sócio honorário estrangeiro da Sociedade de Cirurgia de Lyon (2-2-1950)
Sócio correspondente estrangeiro da Fondazione Mario Donati – Milão (1-3-1950)
Miembro honorário de Las Universidades Nacionales Argentinas Juan D. Perón (4-8-1950)
Membro honorário da Sociedade de Gastroenterologia do Uruguai (19-12-1950)
Sócio Fundador da Associação de Assistência a Criança Defeituosa em São Paulo (5-6-1951)
Membro honorário da Sociedade Espanhola de Patologia Digestiva e da Nutrição (setembro de 1951)
Sócio honorário da Associação Mexicana de Gastroenterologia (5-7-1952)
Medalha de Visitante Distinguido da Cidade do México (18-8-1952)
Membro honorário da Academia peruana de Cirurgia (18-8-1952)
Sócio Fundador da Sociedade amigos da Cidade, São Paulo (20-3-1953)
Sócio honorário da Sociedade Fluminense de Gastroenterologia e Nutrição, Campos (22-8-1953)
Comenda da Solidarietá Italiana (25-5-1954)
Membro honorário da Associacion Nacional de Gastroenterologia de Colômbia (12-7-1954)
Membro correspondente da Sociedade Venezuelana de Gastroenterologia, Endocrinologia e Nutrição (1-8-1954)
Membro Emérito da Academia de Medicina de São Paulo (27-8-1954)
Membro benemérito da Academia de Medicina de São Paulo (7-3-1955)
Sócio honorário da Sociedade Medica de Maringá (30-10-1955)
Sócio honorário do Archivum Internationale Gastroenterologiae de Buenos Aires (1-12-1955)
Membro correspondente da Sociedade Cubana de Gastroenterologia (27-1-1956)
Membro correspondente estrangeiro da Sociedade Nacional Francesa de Gastroenterologia (1-1-1958)
Professor Emérito da Faculdade de Farmácia e Odontologia da Universidade de São Paulo (28-2-1962)
Sócio honorário da Sociedade Paranaense de Gastroenterologia (6-7-1962)
Grã Cruz da Ordem do Mérito Médico, Brasil (5-11-1962)
Professor Emérito da Faculdade de Medicina de São Paulo da Universidade de São Paulo (2-4-1963)
Sócio honorário da Associação Paulista de Medicina (18-4-1963)
“Medalha Anchieta” concedida pela Prefeitura do Distrito federal Rio de Janeiro (2-8-1964)
“Medalha do Pacificador” – Duque de Caxias (16-8-1968)
“Medalha São Lucas” – Progresso da Cirurgia (18-10-1967)
Cidadão Emérito da Cidade de São Paulo Medalha M.M.D.C. concedida pela Sociedade Veteranos de 32
Sócio honorário do Nacional Clube, São Paulo
Ex-Presidente da Associação Paulista para Correção dos Defeitos da Face
Ex-Presidente da Academia de Medicina de São Paulo
Ex-Presidente da Associação Paulista de Medicina
Ex-Presidente do Capítulo de São Paulo, do Colégio Brasileiro de Cirurgiões
Ex-Presidente da Sociedade de Gastroenterologia e Nutrição de São Paulo Ex-Presidente do III Congresso Brasileiro e Americano de Cirurgia, Rio de Janeiro (16-11-1941)
Ex-Presidente da Associação Interamericana de Gastroenterologia (1952 a 1958)
Ex-Presidente do II (1950) e do IV (1954) Congressos Pan-Americanos de Gastroenterologia em São Paulo
Ex-Diretor da Faculdade de Medicina de São Paulo, da Universidade de São Paulo (1941 a 1947)
Ex-Vice-Reitor da Universidade de São Paulo (1941 a 1946)
Ex-Reitor da Universidade de São Paulo (1946/1947)
Doutor Honoris Causa pela Universidade de São Paulo
Cidadão Emérito da Cidade de São Paulo Membro Titular da Sociedade Internacional de Cirurgia
Sócio honorário do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo
Sócio honorário do Centro de Estudos Médicos de Jaú (8-5-1963)
Presidente honorário da Associação Nipo – Latino – Americana de Medicina
Ex-Deputado Estadual São Paulo (1935)
Ex-1º Vice Presidente da Assembléia
Legislativa de São Paulo (1935)
Cavalheiro da Legião de Honra da França (1919)
“Medalha de Guerra” – 1ª Grande Guerra (1914-1918)
Tenente-Coronel Médico Chefe de Serviço, da Reserva do Exercito Brasileiro
Rotariano honorário do Rotary Clube de Jaú
Rotariano honorário e fundador do Rotary Clube de São Paulo Centro
Premio (Medalha de Ouro e Diploma) Colégio Brasileiro de Cirurgiões, para o “Cirurgião que mais contribuiu para o progresso da Cirurgia no Brasil” (14-12-1970)
Pergaminho com a assinatura de todos os presidentes e vice-presidentes vivos da Federação Brasileira de Gastroenterologia (julho de 1968)
Premio Associação Paulista de Medicina – Medalha de Prata (10-12-1970)
Premio Atleta Pioneiro outorgado pelo Clube Atlético Paulistano – Medalha de Prata (16-12-1971)
Premio A.A.M.C (Associação Atlética Mackensie College) – Medalha de Ouro (1903/1904)

Compartilhar com

Agenda de Eventos

Mais eventos

destaque1

destaque1

destaque2

destaque2

destaque3

destaque3
Itarget Tecnologia